domingo, março 25, 2012

Agora não

  Perguntas inúmeras coisas a mim. Por meio de minhas respostas tentas me decifrar em minutos. Mas não percebes que nem eu mesma consigo realizar tal tarefa, e olha que analiso minhas respostas há anos, e ainda não obtive sucesso.
  Te alegras a cada sim que te dou, mas a cada não, respiras daquele teu jeito preocupado-aborrecido-desgastado-decepcionado, e tentas me enganar dizendo que está tudo bem, como se eu não te conhecesse o bastante para entender o que cada gesto teu significa.
  Ao ver em teu semblante e sentir em tua respiração, agora mais forte, tua tristeza momentânea, sinto que devo te falar que entre cada letra de um não meu, está escrito "sim, mas não agora." Mas deixo pra mais tarde, prefiro que continues assim, pois talvez ainda não seja a hora de decifrares essa parte de mim.




2 comentários:

  1. "Me entende um pouquinho e se conseguir, me explica o que há em mim que me impede de não estar plenamente em ti, porque eu mesmo não entendo. Só sei que te amo." Morri de tão lindo X.X

    ResponderExcluir
  2. Bonito esse novo layout do teu blog. Quem foi que fez? Passa o contato, por favor? Brigado.

    ResponderExcluir