sexta-feira, novembro 11, 2011

Nada mais

  Admiro-te por tua coragem. Coragem a qual me faltou. Só discordo de uma coisa sobre tudo o que me disseste: as coisas não ficaram ruins entre nós. Afinal, elas nunca estiveram boas. Só que ao contrário de ti, eu sempre joguei limpo. Diferente de ti, eu nunca fingi que estava tudo bem. A única coisa que lamento, foi o tempo perdido. O tempo que desperdicei insistindo em algo não verdadeiro.
  Confesso que algumas vezes acreditei em tuas promessas. Até quando disseste que nunca irias me magoar. Mesmo que na tua mente doente tenhas tomado a atitude mais sensata para que as coisas não chegassem a um ponto ainda mais grave, acabaste fazendo muito pior do que aqueles que criticavas. As magoas são maiores ainda, porque no final das contas não era só um possível relacionamento que estava em jogo, e sim algo ainda maior, a nossa amizade. Talvez para ti isso não tenha importância, mas para mim, era o que mais valia entre nós dois.
  Arrependo-me da minha falta de coragem, pois todas as vezes em que pensava em fazer algo no qual havia a possibilidade de te magoar, olhava em teus olhos e quando me sorrias, demonstrando a tua felicidade, perdia todas as minhas forças. Eras minha maior preocupação. E certamente, ter te posto em primeiro lugar foi meu maior erro.
  E por mais que me digas que havia verdade em tuas palavras, nunca acreditarei, já que o sentimento que dizias sentir por mim não foi suficiente para te manter ao meu lado, dando-me suporte quando mais precisei de ti. Tua imaturidade fez com que me deixaste só. E nem um adeus descente foste capaz de me dar.
  Ah, e aquela imagem de menina frágil que ficou sem palavras diante de um fim inesperado, guarde-a bem, pois ela jamais se repetirá. Sabes que esse papel de moça frágil não cabe a mim. Apesar de tudo, te agradeço. Agradeço pelas mentiras que exalavam em teus beijos, pois elas me fortificaram. Tuas mentiras me trouxeram muitos aprendizados. Mas eles não serão usados contigo, pois, não mereces nada de mim, além do meu silêncio. 

10 comentários:

  1. Achei lindo, sincero, subjetivo.. Enfim, gostei muito ><

    ResponderExcluir
  2. "E certamente, ter te posto em primeiro lugar foi meu maior erro."

    sempre é nosso maior erro morena linda u.u

    ResponderExcluir
  3. (palmas)minha cara Amandinha.
    é triste quando acreditamos em tal pessoa e fantasiamos ser o nosso amor.
    mas triste ainda é saber que caimos em tal farsa, palavras falsas que nos leva a loucura do amor.

    ResponderExcluir
  4. Há uma coincidência aqui Amanda, pois acabei de escrever um post sobre renúncias e fazer as coisas certas. Sobre também ser obrigado a deixar para trás pessoas importantes de minha vida por um ideal que julgo ser o mais correto e deixei-as para trás sem despedir-me também. Não estou aqui, justificando o que esta pessoa fez, apenas uma conotação da coincidência entre os dois posts. Sou o décimo quinto seguidor!

    ResponderExcluir
  5. Não cabe a mim comentar a mensagem do texto, mas jamais poderia me furtar a fazer uma merecida reverência a teu talento.
    Sou teu fã! s2

    ResponderExcluir
  6. Adorei!
    isso lembra muito o meu primeiro semestre do ano passado Oo
    pois é.. mesmo coisas aparentemente ruins podem nos ensinar muita coisa, a amadurecer e a perceber melhor o que vale ou não à pena investir ;)
    :*

    ResponderExcluir