domingo, março 25, 2012

Fechado para balanço

  Quando tu vais aprender que isso não é pra ti? Esse lance de amor nunca te serviu. Mas tu és tão tola que insiste em algo que só te machuca. Que cada vez mais te fere com uma intensidade ainda maior. 
  Sabes que não foi por falta de tentativas. Ao menos isso. Tentaste. Só que não era pra ser. Nem nessa, nem daquela, nem da outra vez. É melhor que aceites logo que isso a ti não serve. Talvez esse seja um nível que nunca alcançarás. 
 Mas, olha só, não te digo pra desistires pra sempre, só te peço que não cries tantas expectativas, e que pares de agir pondo os outros em primeiro lugar, porque se tu não queres poupar teu coração, quem vai? Não pare de jogar, apenas dê uma pausa nesse jogo, e quando realmente achares que és capaz de vencer esse nível, aperta o play.

Agora não

  Perguntas inúmeras coisas a mim. Por meio de minhas respostas tentas me decifrar em minutos. Mas não percebes que nem eu mesma consigo realizar tal tarefa, e olha que analiso minhas respostas há anos, e ainda não obtive sucesso.
  Te alegras a cada sim que te dou, mas a cada não, respiras daquele teu jeito preocupado-aborrecido-desgastado-decepcionado, e tentas me enganar dizendo que está tudo bem, como se eu não te conhecesse o bastante para entender o que cada gesto teu significa.
  Ao ver em teu semblante e sentir em tua respiração, agora mais forte, tua tristeza momentânea, sinto que devo te falar que entre cada letra de um não meu, está escrito "sim, mas não agora." Mas deixo pra mais tarde, prefiro que continues assim, pois talvez ainda não seja a hora de decifrares essa parte de mim.




domingo, março 18, 2012

Um misto de querer e descartar

   Não precisa me ligar todos os dias e me contar o que aconteceu em tua vida nas últimas 24 horas. Não quero saber o que comeste hoje, muito menos a roupa que estás usando. Mas acho que poderias ao menos me mandar um sms com o mínimo de caracteres possíveis me dizendo “Estou bem! Sinto tua falta!”. Apenas isso. Para que eu pudesse saber que algum dia fui importante pra ti. E que esse sentimento que ainda se faz presente, não está só em mim.

quinta-feira, março 01, 2012

Entre luzes e sombras



   Por mais que eu quisesse gritar ao vento tudo o que me afligia, não conseguia, não podia. Era como se a vontade de me livrar das angustias fosse tão forte quanto os pensamentos que me diziam “Guarda. E aguarda, porque vai passar”.
   Entre uma música e um livro buscava desesperadamente algo para ocupar minha mente. Qualquer tempo mínimo parada fazia-me refletir, trazendo à tona minhas aflições.
   Os dias se passaram e eu ainda procuro me decidir. Não me questione por meus conflitos. Porque teus questionamentos se agregariam a incerteza das revelações e das ocultações e tornar-se-ia uma dor de cabeça a mais para mim.
   Enquanto não tomo a decisão que julgo sensata, pego as chaves e saio - Mais uma busca desesperada de distração - Troco meus primeiros sorrisos falsos do dia, radiando uma felicidade que não me pertence, e que deixo “transparecer” mesmo morrendo por dentro.