terça-feira, julho 12, 2011

É possível viver só sorrindo

Sabe quando você passa a vida toda em busca de um grande amor para ser feliz, e ele finalmente chega, mas as coisas não saem como você esperava? E agora, com seu conto de fadas destruído, você se pergunta: De que me serviu toda essa experiência? A resposta é: Perceber que você não precisa de mais ninguém para ser feliz além de si mesmo!
A cada dia passamos por várias experiências que de um jeito ou de outro nos trazem uma gota de felicidade, mas, às vezes a pressão para desencalhar é tão grande que você não se permite ser feliz sozinho. Por que as pessoas pensam que ser solteiro é sinônimo de estar sozinho? Quantas vezes mesmo com um monte de pessoas ao seu redor você ainda assim se sentiu só?
Há muitas coisas que acontecem ao nosso redor e que na maioria das vezes nos passam despercebidas. Sabe quando você tá numa para de ônibus em plena Almirante Barroso naquela tradicional chuva da tarde de Belém, e um carro passa em alta velocidade e te molha toda? Tá é meio trágico, mas, e se logo depois disso você passa por uma pessoa que é moradora de rua que pega continuamente aquela chuva, todas as tardes, quase todos os dias. Será que foi tão ruim ficar molhado momentaneamente?
Sabe aquela velha frase do tempo em que sua tataravó ainda era virgem: A felicidade está nas coisas simples da vida! É meio clichê, mas não deixa de ser verdade. Sabe quando você está num bad day, sai de casa e passa pelas ruas da cidade e vê cada coisa. De repente você repara que seus chamados problemas, são bobagens perto dos problemas dos outros. É, eu sei, é um choque de realidade, mas o mundo não gira em torno do seu umbigo.
Tente prestar atenção nas coisas mais simples que acontecem com você todos os dias. Não é difícil e não dói. Muitas vezes você não está esperando por nada, todavia acontece algo muito simples e que mesmo assim te dá motivos para sorrir. Imagine esta situação: Você é praticamente obrigado a ir para o supermercado, e ali está sentada aguardando a família fazer as compras, chega um guri muito contente admirando uma revista ainda na embalagem. Ele caminha e se senta ao meu lado. Por inúmeras vezes ele tenta abrir a embalagem, mas não consegue. Eu então lhe pergunto se posso tentar, e ele me concede. Consigo abrir a embalagem em poucos segundos, ele me olha e me dá um sorriso, um sorriso tão sincero que compensaria milhões de “Muito Obrigado!” E ele me diz: Estou guardando dinheiro há tanto tempo para comprar esta revista! E ele começou a devorá-la com olhos. Você deve estar se perguntando...sim e o que tem isso? Pense comigo: Será que nós, não poderíamos ter uma experiência dessas todos os dias? Receber um sorriso sincero, mesmo que de um desconhecido. Ou ficar felizes por conseguir algo tão pequeno como, por exemplo, comprar uma revista?
Não entendo por que quando crescemos temos mania de complicar tanto as coisas. Como por exemplo, tentar loucamente conseguir encontrar alguém que goste de nós. Não quer dizer que esse grande amor nunca chegará, certamente um dia chega. Entretanto, não seria muito mais fácil buscar a felicidade em outras coisas enquanto ele não vem? A cada dia você pode escolher: ser feliz ou não! Toda vez em que fechar os olhos para dormir deixe tudo o que aconteceu de ruim no seu dia para trás e certamente ao acordar no dia seguinte as coisas fluirão melhor. Viva sempre com o coração aberto para novas experiências, por mais simples que elas sejam, pois a simplicidade te dará uma felicidade grandiosa.
E por fim aquela velha expressão que você se cansou de ler quando estudava literatura:    
                                                          CARPE DIEM!

12 comentários:

  1. Meu amor!!!!!!
    esse texto está lindo!!!
    bju campelo linda!!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu me lembro de ter escrito, em algum texto no Etc, que o medo pode encobrir talentos. Depois de ler esse texto, eu penso o mesmo de quando li o blog do Cafe pela primeira vez: imagine se essa pessoa tivesse um pouco menos de coragem! As pessoas deixariam de conhecer uma pessoa que escreve tão bem...

    SEGUE EM FRENTE. Teu futuro pode ser muito interessante nas letras. Não EM Letras, porque nascestes pro Jornalismo. PARABÉNS.

    Sem mais.

    ResponderExcluir
  3. Muito bom, Amanda! Lindo mesmo..

    @_CaroolCRF aqui.

    ResponderExcluir
  4. Amanda, aqui tu mostras que tem a capacidade que todo bom Jornalista deve ter: transformar os fatos mais simples em histórias atraentes e que revelam a emoção de quem escreve. Parabéns, gata.

    Maurício Reis Lopes

    ResponderExcluir
  5. Awn sua linda, escreves muito bem. E concordo plenamente com o texto.

    ResponderExcluir
  6. Me identifiquei,sem mais.
    Muito bom o texto, muito boa a maneira como fostes puxando de um assunto ao outro...Ontem, até disse pra um amigo, que perguntou como eu estava: "feliz,sem motivo aparente".Lendo teu texto, acho que é porque já passei por um zilhão de crises e aprendi a valorizar as pequenas coisas da vida. Já escrevi sobre algo próximo também.
    Pelo visto o blog é novo,né?Boa sorte com ele! :)

    ResponderExcluir
  7. achei bom o texto, principalmente pela escrita. tens jeito pro negócio =D

    ResponderExcluir
  8. Amiga é lindo esse texto,vc me mata de orgulho, eu e Deus acreditamos no seu potencial,continue sempre sendo dedicada....e serás recompensada bjs Aline coimbra

    ResponderExcluir
  9. Adorei teu texto Amandinha! Só queria ser prático assim :(



    @RafaelSarmanho

    ResponderExcluir
  10. Adorei amiga! Concordo com tudo que disseste e obrigada por ter indicado a leitura! Ao ler o texto dá pra cair em si e dar valor na vida (nem que seja por um determinado tempo, mas isso já vale muito) :) Tava precisando ^^ Parabéns pela produção e um conselho: NÃO PARAA!! rs Te cuida amiga ;*

    ResponderExcluir
  11. Adorei Amandoca. Solteiras sim, sozinhas nunca HAHAHAHAHA o/ Lindo seu texto, vc escreve muito bem!


    @PoxaAna

    ResponderExcluir
  12. Orgulhosa da minha amiga , amei !
    precisa ler isso !

    ResponderExcluir